segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O declínio da civilização Maia



A conquista espanhola não foi a responsável pelo fim da cultura Maia, muito antes da chegada desses invasores a civilização tinha entrado em um processo de declínio que é desconhecido por muitos e ainda inexplicável pelos pesquisadores.
O período clássico dos Maias vai de 250 d.C. até 950 d.C., neste momento a civilização Maia está no auge de sua produção  com diversas cidades-estados se expandindo na mesoamerica, mas esta expansão utilizou de forma abrangente os recursos naturais da região. Os Maias assim como todos os outros povos dependiam da natureza para sobreviver e com o aumento populacional os recursos naturais foram se tornando escassos, as construções dos templos é um exemplo de como os recursos naturais eram utilizados, diversas arvores eram cortadas para construí-los e também muitas áreas verdes eram queimadas para cultivarem as plantações de milho, sendo o principal alimento da civilização.
Muitos conflitos entre cidades surgiram nessa época um exemplo seria a cidade de Cópan, atual Honduras, ela foi conquistada por povos vindos de Tikal e Teotihuacán que procuravam expandir seus impérios por volta de 426 d. C. essas guerras tinham o objetivo de conter o avanço demográfico expandindo a área territorial e aumentando os recursos naturais. Mas a crise se agravou com o tempo, em 750 d.C. pesquisadores confirmam que aconteceu na mesoamerica uma das piores secas da história, chegando a ficar 6 anos sem chuvas significativas na região o que fez com que diversas cidades entrassem em colapso, pois não estavam preparadas para uma época de “vacas magras” no meio de um período de expansão demográfica.
Dessa forma percebemos que os fatores ambientais e populacionais proporcionaram uma necessidade de expansão bélica que iniciou um processo de declínio da civilização devido o agravamento do colapso ambiental, pois as regiões conquistadas também estavam em crise e não era possível então suprir as necessidades da população, logo um intensa crise de fé atingiu a civilização Maia, as pessoas ao verem a decadência da cidade começaram a migrar e não achando respostas entraram também em uma crise espiritual. Esta seria uma das possíveis explicações para o declínio, mas até hoje surgem novas teorias.
O fato é que quando os espanhóis chegaram o mundo Maia já não era mais o mesmo, eles se depararam com cidades fantasmas e um povo vivendo uma profunda crise, poucas cidades estavam de pé e como sabemos não foram aptas a combater a hegemonia bélica do povo espanhol. Tudo isto nos mostra o quanto a natureza é importante para nosso mundo  e que mesmo em uma selva de pedra como a que vivemos pequenos fatores ambientais podem gerar graves consequências para nosso mundo, basta ver a briga por petróleo, agua e outros recursos naturais em nosso mundo, por este motivo devemos aprender com o passado e ver como esta grandiosa civilização que era capaz de produzir um calendário astronômico mais perfeito que o nosso do século XX, foi surpreendida pela natureza e nós precisamos nos atentar a estes fatores.

Jonatan tostes

5 comentários:

  1. Muito legal o artigo. gosto muito da civilização Maia.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado!
    Os Maias são uma civilização fantástica.
    para mais acesse: www.mundomaia.com.br

    ResponderExcluir
  3. e muito bom sabe dos povos que viveram no continente americaono

    ResponderExcluir
  4. vanessa maria // uma bela historia o povo maia tem,e muito importanti o seu passado para o dia de hoje,hoje em dia essa cultura tem grandi importancia//

    ResponderExcluir
  5. Muito bom mesmo esse artigo, acho incrível as descobertas e estudos da civilização maia, porém vejo seu declínio com outros olhos,Não devemos brincar com a natureza pois somente a comanda quem a criou, o único e verdadeiro DEUS, talvez se eles acreditassem no DEUS verdadeiro e não em falsos deuses hoje seriam reconhecidos e vitoriosos e teriam chegado muito além..... Paz seja com todos......

    ResponderExcluir